+
Casa Natura Santo André 2018-07-26T09:51:39+00:00

Project Description

Casa Natura Santo André

Dados Técnicos

Localização: Santo André, SP – Brasil

 Tipo de Construção: Comercial

Área do terreno: 300 m²

Área construída: 250 m²

Início do projeto: 2009

Conclusão da obra: 2010

Equipe

Epigram e FGFM – Forte, Gimenes e Marcondes Ferraz Arquitetos

Autores: Marcelo Bicudo, Daniel Lifschitz (Epigram) Fernando Forte, Lourenço Gimenes, Rodrigo Marcondes Ferraz (FGMF)

Coordenadores: Tatiana Machado (Epigram), Ana Paula Barbosa

Colaboradores: Juliana Nohara, Paola Bianchi

Estagiários: Flavio Faggion, Alexandre Martins, Mariana Levi, Ricardo Nucci, Naya Adam

Fotógrafo: Fran Parente

Construtora: BR Construções

Projeto de Estrutura e Fundações: Oppea Engenharia

Projeto de Instalações Hidráulicas e Elétricas: Pex Projetos Elétricos, LFB

Paisagismo: Studio Ilex

Projeto Luminotécnico: Castilha Iluminação

Consultoria: Pro Active/2DKS, Ricardo Dessen, Rafael Brandão e Otec

Fornecedores: LFB Engenharia Térmica, Mão Colorida

Fizemos 5 casas originais (mande algumas imagens) que tratavam-se de reformas de grande porte (cerca de 1000m2 cada) com aspectos muito diferentes.

Para a empresa cliente, esse processo da construção e gerenciamento foi muito sofrido e duro. Apresentamos então nosso projeto do Living Steel, um concurso internacional que fomos finalistas, afim de desenvolver casas para uma siderúrgica em Cherepovets, Russia (colocar imagem).

A Natura gostou da proposta de realizar um projeto base, pré-fabricado, o que facilitaria as premissas sustentáveis da obra e permitiria um controle de custo, uma vez que a intenção da empresa (a maior empresa de cosméticos do Brasil, uma gigante de mais de 2 Bilhoes US$) era a de instalar 70 desses showrooms por todo o Brasil. Nosso projeto prevê (como pode ser visto naquela axionométrica) um modelo base com “inserts” de brises, pergólas e afins que poderiam ser modificados, dependendo da localização do sol, regionalismos, entrada, etc.

O modelo da Casa Natura Santo André foi o protótipo desse grande esquema montado pela Natura, em conjunto com as outras 5 grandes “casas” que havíamos já produzido. O projeto ficou em análise de custo versus benefícios para a distribuição de produtos da marca por 2 anos (a estratégia da Natura sempre foi door to door e nunca ter showrooms, de forma semelhante a Avon americana). Após este período, infelizmente verificaram que não valeria a pena para a empresa seguir com o plano de instalar lojas semelhantes por todo o Brasil e o projeto foi descontinuado.

Curiosidade – O projeto da casa multiplicável era todo realizado em perfis parafusados. O caso da casa Natura Santo André é atípico e foi modificado por conta de uma parceria da empresa com a Usiminas, grande siderúrgica brasileira, que forneceu o aço dessa primeira obra sem custos. Por isso que os perfis são caixas e soldados, ao contrário dos perfis I parafusados imaginados originalmente pela arquitetura.

Croqui

Pavimento Térreo

Primeiro Pavimento

Perspectiva Explodida

Conforto